Compartilhamento de redes pode acelerar ultra banda larga na América Latina

Updated: Aug 8, 2019


Retiramos esta notícia do site Tele Sintese, publicada no dia 27 de março de 2019.



As redes de fibra óptica do tipo FTTH representarão 22% do mercado de banda larga fixa em países latinos. O compartilhamento de postes pode ser um dos fatores a agilizar este processo, e diminuir a perspetiva atual que é de três anos para alcançar este número. Essa mudança só acontecerá através de políticas públicas, segundo executivos de empresas de telecom.


A ultra banda larga, fornecida por tecnologias como FTTH (fibra até a residência), deverá representar, em três anos, entre 17% a 22% dos mercados latino-americanos de banda larga fixa, estimam executivos do setor. Para acelerar essa expansão, o compartilhamento de redes deve ser estimulado, defenderam hoje, 27, executivos presentes ao Fiber Connect LATAM 2019, que acontece em São Paulo. ”O compartilhamento de infraestrutura pode aumentar a velocidade de implantação das redes”, afirmou Esteban Cataldi, gerente sênior de Engenharia da Telefônica Argentina. “O compartilhamento libera recursos para as operadoras investirem em mais serviços inovadores”, completou Carina Gonçalves, consultora sênior da Frost and Sullivan.

Para terem acesso ao conteúdo completo, acessem o link da matéria:

ww.telesintese.com.br



#bloginfortel #compartilhamentoderedes #americalatina #bandalargafixa #fibraóptica #ftth

Atendimento